Aquecimento para o Carnaval

Por Laila Maia Galvão

No governo Geisel, em plena ditadura militar, foi lançado o chamado Pacote de Abril. Uma nova emenda constitucional e seis decretos-leis passaram a permitir o voto indireto para eleições no Senado, aumento do mandato presidencial de cinco para seis anos, alteração do quórum para aprovação de emenda constitucional entre outras medidas. Como forma de protesto, jornalistas brasilienses criaram o bloco de carnaval Pacotão, com marchinhas que criticavam Geisel e o regime.

O Bloco de Olinda Acho é Pouco, que desfila na terça-feira de carnaval na cidade, foi criado em 1977 e também criticava a ditadura. A marca da agremiação, de cor vermelha, é símbolo da posição de esquerda assumida pelo bloco desde aquela época.

Em 1989, no desfile da escola de samba Beija-Flor, Joãozinho Trinta organizou um desfile inusitado. Ao invés de fantasias luxuosas, havia muito lixo. O enredo era “ratos e urubus, larguem minha fantasia”. Havia uma imensa faixa que dizia: “mendigos, desocupados, pivetes, meretrizes, esfomeados, loucos, povo de rua, tirem dos lixos deste imenso país restos de luxo… façam suas fantasias e venham participar deste bal masque”. Nesse mesmo desfile, havia um carro alegórico que trazia uma réplica do Cristo Redentor. A Igreja Católica ingressou com uma ação judicial e a escola foi proibida de desfilar com a alegoria. O Cristo, no carro, foi tapado por um plástico. Por cima do Cristo tapado havia a seguinte faixa: “mesmo proibido, rogai por nós”.

No ano passado, o bloco Pacotão criticou duramente os esquemas de corrupção da capital, o chamado mensalão do DEM. O movimento Fora Arruda participou das comemorações carnavalescas e cantou as marchinhas que falavam em panetones, bolsa da Eurides, Arruda na Papuda etc.

Nesse ano, o já tradicional bloco Pacotão traz dois temas muito atuais e oportunos. A primeira marchinha, Mumiarak fala em Egito e também das nossas “múmias” no Senado Federal. Já a marchinha O Vermelho Amarelou critica esse início de governo Agnelo.

A enorme festa popular que é o carnaval e que envolve brasileiros de norte a sul é espaço de confraternização e de folia. Nem por isso deixa de ser espaço de crítica e de criatividade política.

Um ótimo carnaval para todos!

Para entrarem no clima, seguem abaixo as marchinhas do bloco Pacotão desse ano…
MUMIARAK
Autor e intérprete: André Cerino

Mubarak

Mubarak
O Egito é outro
Teu governo é de araque

Lá no Egito a múmia passa mal
O povo pega, joga pedra, mete o pau
Mas no Brasil, quem diria
Múmia se cria no Congresso Nacional


O VERMELHO AMARELHOU
Autor e intérprete: Joka Pavaroti

Ele já saiu no Pacotão de bermuda e de chinelo
O cara era vermelho, mas tá sorrindo amarelo
A Colombina diz que o povo é sifu*
Elegeu o Agnelo, mas quem manda é um Tadeu
O Pierot também já sentiu na pele
Nesse coreto quem manda é Filipelli
Arlequim vive chorando, pelos cantos infeliz
Deu seu voto pro Agnelo e elegeu um assecla do Roriz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s