Orgulho de ser nordestino

Reproduzimos aqui o belo texto que o Osvaldo Castro, nordestino das Gerais, publicou ontem em seu blog. Muito lúcido e didático na compreensão de como a afirmação de identidades coletivas pode ser uma forma de reivindicar e reafirmar a inclusão democrática, contra outras formas de identidade de viés totalitário, que pretendem suprimir ou segregar o outro com base no ódio, medo e desprezo.

ORGULHO DE SER NORDESTINO

“… é muito difícil você vencer a injustiça secular, que dilacera o Brasil em dois países distintos: o país dos privilegiados e o país dos despossuídos”. Ariano Suassuna 

Expressão “orgulho de ser nordestino” surgiu como reação a mensagens discriminatórias e xenófobas postadas na internet por ensejo da eleição de Dilma, para presidente do Brasil. Antes de analisar a questão em si, faz-se necessário, desde logo, destacar que, mesmo sem os eleitores do Norte e do Nordeste, Dilma venceria Serra http://is.gd/gAyRp.

Alguns insistem que, ao se defender o “orgulho de ser nordestino”, cai-se na bobagem sectarista ou fomenta-se o discurso segregante. Afinal, “somos todos brasileiros”. Desse modo, melhor seria deixar essa segregação para lá e se fixar apenas no “orgulho de ser brasileiro”.

Orgulho de ser brasileiro não afasta o orgulho de ser nordestino. Reforçar o orgulho de ser nordestino impõe-se como analética da alteridade. Analética é a junção do grego aná, quer dizer, mais além, mais alto e logos, palavra. Portanto, analética significa a palavra que vem do outro, além do fundamento e daquele que não consegue ser cidadão em sua polis de existência. Dessa forma, a analética da alteridade “indica a razão que vem do outro negado, desconsiderado pelo processo de exclusão social e econômico, cuja tese fundamental alicerça a violência injusta destruidora da condição cidadã; a ordem dos deveres que o sistema impõe sem possibilidade de exercício dos direitos em contrapartida” (Dallabrida, 2003).

Frisar o orgulho de ser nordestino é reagir ao argumento que não aceita a exterioridade (negador do outro). Trata-se, desse modo, da tentativa de engendrar discurso a partir da libertação do outro, da afirmação da alteridade negada na totalidade.

Há na perspectiva discriminatória nítida tentativa de apresentar o outro como alteridade, destacando-o como estranho, diferente, distinto. O nordestino não pode aceitar calado ou se esconder atrás do discurso cordial, quando se apresenta em curso processo marginalizador a situá-lo fora da nacionalidade.

Os ofendidos precisam reagir. A partir da reação dos ofendidos torna-se possível inverter certa “lógica” discursiva de caráter hegemônico e exclusivista. A resistência do alijado não pode ser considerada mero discurso contrário ou birra de bobinhos que se sentem vitimizados, mas testemunho desopressor.

Sinto enorme orgulho de ser nordestino. Esse orgulho de ser nordestino não pode ser entendido como contrariedade ao orgulho de ser brasileiro, vez que sinto imenso orgulho de ser brasileiro. Pelo contrário, ele se afigura como afirmação da brasilidade nordestina que o discriminador pretende rejeitar.

O discurso segregante quer negar a brasilidade ao nordestino e o nordestino jamais sentirá orgulho de ser brasileiro, caso não sinta orgulho de ser nordestino (que é, nada mais nada menos, do que a asserção de que o brasileiro só o é enquanto o é nordestino também). O orgulho de ser brasileiro, pressupõe o orgulho de ser nordestino.

O orgulho de ser nordestino não tem o propósito de nos incluir na brasilidade, mas de revigorar nossa inclusão na brasilidade que os segregadores almejam nos negar. O discurso discriminatório quer que sintamos vergonha de nos afirmamos nordestinos, quer nos impor a ideia de que os nordestinos são diferentes dos brasileiros, numa ilação destituída de qualquer razoabilidade, salvo da razão hegemônica que se arroga, antes de tudo, o poder da distinção.

Anúncios

15 respostas em “Orgulho de ser nordestino

  1. Osvaldo, eu sinto orgulho em ser uma paulistana que ama os nordestinos. Tenho orgulho de ensinar a meus filhos que o Brasil é feito por todas as regiões do país e que somos todos irmãos, fihos da mesma pátria.
    Espero que meus compatriotas não se deixem levar pelo ódio de alguns sulistas, não se igualem. Sejam superiores de coração e de alma. Vocês sabem o quanto são valorosos. E tenham certeza que muitos sudestinos e sulistas, assim como eu, amam o povo, a terra e a cultura nordestina.

  2. Diante de tal absurdo, percebemos a importância de respeitar as diferenças. Não é o fato de pertencer a esta ou aquela região que nos torna melhores ou piores, mas a nossa forma de pensar e ver o mundo, Portanto essa ótica, nos impede de perceber a beleza das diferentes culturas que encanta e fez do Brasil um país multicultural. Infelismente Mayara Petruso, é uma evidência dessa discriminação que segrega cada vez mais esta nação que deveria sentir ORGULHO DE SER BRASILEIRO. É preciso que a educação resgate valores que contribuam para a formação de cidadãos mais éticos, mais justos, que respeites as diferenças, é preciso se libertar dessa armadura horrível que é o PRECONCEITO !!

  3. Caros irmãos nordestinos e “Brasileiros”, isso vem nos lembrar que devemos sempre que possível evitar a péssima pratica e não devemos ter preconceitos de espécie alguma, pois quando se trata de fazer piadas temos o gay, preto, pobre, mulher, nordestinos, índios e por ai vai.

    sendo assim, não consigo ter como referencia de alguém que fale mal de um e defenda o outro partilhando de preconceito.

    temos muito que aprender.

  4. Sou Paulista e minha familia nordestina sai dessa cidade chamada São Paulo e me tornei nordestina de coração vivo num paraiso chamado ceará terra da luz,tenho orgulho de viver aqui o nordeste eo coração do Pais povo,sofrido,lutador com muita historia pra contar se não fosse os nordestinos que imigraram para as grandes capitais como São Paulo não teria se tornado tão evoluida foi a custa do suor dos nordestinos que essa cidade cresceu.
    Epara os preconceituosos nosso ar e puro,não vivemos num cãos urbano,temos mares,praias ,rios ,lagoas podemos usufluir de um PARAISO no Ceará é assim,e sobre nossa Presidente somos PTISTAS mesmo e com orgulho de um nordestino ter mudado o Pais,nossa Presidente merece esta aonde está a era PT não vai acabar por que Deus esta conosco.

    • Adriana, se voce não sabe, seu próprio estado, como não foi colonizado por negros, é o estado nordestino mais ” racista inconsciente” do pais.

      Conta em sua volta, no raio de 5 Km., quantos negros estão em sua volta?

      -Decepcionou-se? – É a realidade.

      -Voce lembra qual político falou que nordestinos em São Paulo, agora só como turista, e que iria pegar pesado.

      -Vc. sabe quem mora nas favelas de SP.

      -Vc. sabe dos 500 mil presos nas penitenciarias do estado e são paulo de onde são.

      -Vc. sabe porque não há investimento nas escolas públicas, principalmente nas periferia de são paulo, bem como saúde pública. ?

      – Vc sabe quem, já com 18 anos tem 3 filhos e cada um de um pai?

      – Vc sabe qual político falou que a miséria de São Paulo são os nordestinos.

      PS., sou nordestino radicado em são paulo ha 42 anos e repudio minha origem.

      • Aquele que desconhece suas raízes ou pior, a nega, não sabe a alienação da qual padece. O tempo e o espaço são a priori ao homem. Tudo o que acontece se dá num espaço e num momento dado. É o espaço quem molda o homem que tu és. Glorificar o seu estado é reconhecer-se como filho dele
        não acredito q ainda hoje existem pessoas babacas feito Carlos Alberto. só posso responder ele com essa linda musica desse brilhante nordestino

        Já que existe no sul esse conceito
        Que o nordeste é ruim, seco e ingrato
        Já que existe a separação de fato
        É preciso torná-la de direito
        Quando um dia qualquer isso for feito
        Todos dois vão lucrar imensamente
        Começando uma vida diferente
        De que a gente até hoje tem vivido
        Imagina o Brasil ser dividido
        E o nordeste ficar independente

        Dividindo a partir de Salvador
        O nordeste seria outro país
        Vigoroso, leal, rico e feliz
        Sem dever a ninguém no exterior
        Jangadeiro seria o senador
        O cassaco de roça era o suplente
        Cantador de viola o presidente
        O vaqueiro era o líder do partido
        Imagina o Brasil ser dividido
        E o nordeste ficar independente

        Em Recife o distrito industrial
        O idioma ia ser nordestinense
        A bandeira de renda cearense
        “Asa Branca” era o hino nacional
        O folheto era o símbolo oficial
        A moeda, o tostão de antigamente
        Conselheiro seria o inconfidente
        Lampião, o herói inesquecido
        Imagina o Brasil ser dividido
        E o nordeste ficar independente

        O Brasil ia ter de importar
        Do nordeste algodão, cana, caju
        Carnaúba, laranja, babaçu
        Abacaxi e o sal de cozinhar

        O arroz, o agave do lugar
        O petróleo, a cebola, o aguardente
        O nordeste é auto-suficiente
        O seu lucro seria garantido
        Imagina o Brasil ser dividido
        E o nordeste ficar independente

        Se isso aí se tornar realidade
        E alguém do Brasil nos visitar
        Nesse nosso país vai encontrar
        Confiança, respeito e amizade
        Tem o pão repartido na metade,
        Temo prato na mesa, a cama quente
        Brasileiro será irmão da gente
        Vai pra lá que será bem recebido
        Imagina o Brasil ser dividido
        E o nordeste ficar independente

        Eu não quero, com isso, que vocês
        Imaginem que eu tento ser grosseiro
        Pois se lembrem que o povo brasileiro
        É amigo do povo português
        Se um dia a separação se fez
        Todos os dois se respeitam no presente
        Se isso aí já deu certo antigamente
        Nesse exemplo concreto e conhecido
        Imagina o Brasil ser dividido
        E o nordeste ficar independente

        Ivanildo vila nova

      • Ora,para um ser que repudia suas origens não é necessário falar nada.Você é um masoquista abjeto.O Nordeste e sua gente agradecem “coisas” do seu (des)nível os negar.Paremos.você merece bem menos que essas linhas.

      • Você é um crápula.Espero que não seja alagoano,do contrário eu teria imenso desgosto.Você fede,à distância!

  5. Belíssima explanação sobre o ORGULHO DE SER NORDESTINO. Pois sou SULAMERICANO, BRASILEIRO, NORDESTINO, CEARENSE E SERTANEJO com muito ORGULHO! Tenho orgulho do lugar onde nasci. Já fui a vários lugares de todas as Regiões do País e NUNCA senti que alguém tivesse preconceito contra as minhas origens. Pois tenho na minha mente que o preconceito está na cabeça de quem sofre o preconceito e não na cabeça de quem comete. Se você não tem orgulho da sua origem é que o precocnceito está com você, e sempre se sentirá inferior ao outro. Cada um tem que se impor e mostrar que “o seu limite termina onde começa o meu”. Não vejo motivo para alguém ter preconceito contra o meu Nordeste. Uma Região linda, onde o Brasil nasceu, temos os maiores escritores nacionais, a maioria dos melhores compositores etc. Se no Nordeste há as maiores taxas de analfabetismo podem ter certeza que não é uma opção dos nordestinos, mas sim uma exclusão de anos. Vejamos um exemplo, quando se deu início a Replúbica do “Café com leite” (alternância de SP e MG na Presidência da República) se deu início a um favoritismo a esses dois estados. Os representantes do Nordeste (Oligarquias) compactuavam com a exclusão do Nordeste em troca de benefício próprio enquanto a população nordestina sofria com a exclusão. Desde a Replública do “Café com leite” essa foi a política para com o NE. Uma prova disso é que Minas Gerais, por exemplo, conta com MAIS DE 10 (DEZ) Universidades Federais, enquanto cada estado do NE contava com apenas uma Universidade Federal com raras excessãoes duas; cada presidente mineiro construía uma Universidade. Agora o Presidente LULA deu início a um processo de INCLUSÃO do NE (novas universidades e obras gigantescas em diversas áreas) e isso incomodou muita gente, o NE passou a ter importância. Então meus caros, é certo que se o Nordeste continuasse no marasmo de antes, essa garota paulista nunca teria postado nada parecido em suas páginas de relacionamento e nem estariamos postando aqui. Portanto, podem se preparar que novos bombardeios virão, pois podem ter certeza que o progresso do NE está apenas começando, já que as obras bilhionárias não foram nem concluídas (Refinarias, trans-nordestina, transposição etc) ainda.

  6. É um absurdo que em pleno século XXI ainda existam pessoas como Mayara que pensa que é mais gente, mais ser humano que outros só porque nasceu em um determinado lugar. Eu nasci em domicílio na zona rural de um município pequeno do norte de minas, pelas mão de uma parteira que cortou meu cordão humbilical com uma tezoura quente e digo uma coisa a ela TENHO MUITO ORGULHO DISSO. Tenho muito orgulho de ser bisneta de um africano e uma India. Tenho muito orgulho da cor negra da minha pele. Tenho muito orgulho de ser brasileira por que GRAÇAS A DEUS! pessoas como ela são uma minoria tão mesquinha que todas essas ideologias imbecis e racistas serão esmagadas pelo poder da educação e bom senso do nosso povo; ah! e pela justiça é claro, espero que ela seja condenada; que seja espulsa do curso de dereito (porque é inadimissível que uma pessoa sem escrúpulos adivogue) e por fim espero sinceramente que ela aprenda a lição e se redima e que a vida lhe de uma segunda chance.

  7. Carlos Alberto eu sinto pena de vc,porque vejo que vc não sabe nada de história política do Brasil,comece a lê e vc entenderá o por quê de tanta desigualdade entre as regiões: Norte,Nordeste, das regiões Sul e Sudeste.Vc sabia que Recife já foi considerada a capital econômica das Américas?Acredito que não! Leia também sobre a famigerada política do café com leite,Agora, mudando de assunto, como estará a mayara Petruso com a vitória do Pt na capital paulista? Será que ela vai mandar afogar os paulistanos?Carlos Alberto, estude,leia para não ser injusto!

    • Carlos Alberto,quem foi que disse que São Paulo não teve negros na sua colonização?Teve sim,escravos negros,indígenas,e os barões do café quem cuidavam das plantações?eram os negros que com as mãos deles,fizeram muitos enriquecerem em São Paulo! O Brasil foi muito injusto com a população negra,de reintegrá-los a sociedade, deixaram sem nada, um povo que fez muito pelo o país.Vieram os italianos famintos e ficaram no lugar dos negros, com uma diferença,eles ganhavam dinheiro,até terras eles ganharam,e os negros?Nada!Isso foi muito injusto, e desumano!

  8. Todos nós temos o direito da nossa personalidade e também cada um de nós temos o maio prazer de Brasileiro , Nordestino não importa qual é o país que nasceu mesmo assim todos tem o orgulho de ser do Brasil de qualquer país.

    Já eu tenho o orgulho de ser Nordestina e minha família também é Nordestina adoro as paisagens à beleza de lá as comidas nem conto como é delicioso Tenho orgulho de ser Nordestina amor de mais ser Nordestina para essa pessoa que tem preconceito aí todos os Nordestino tem orgulho da sua origem. .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s