Sobre a importância de se pensar grande.

Por Gabriel Santos Elias

No movimento estudantil, onde iniciei minha atuação política, identifico um terrível vício, que, tenho certeza, acomete a vários outros movimentos e organizações políticas: a prática de se pensar pequeno. Na rotina de coletivos e Centros Acadêmicos (CAs) percebi um movimento extremamente monótono, no sentido de lutar pelas mesmas coisas, envolvendo os mesmos atores, com os mesmos argumentos, mudando apenas uma expressão, ou mesmo uma vírgula.

A verdade é que é muito fácil se pensar pequeno, ficar deslumbrado com a representatividade de um centro acadêmico ou do DCE, se perder nas inúmeras reuniões e outras atribuições burocráticas que se fazem mover “pela demanda”. Da mesma forma que é muito fácil buscar em outros espaços – sejam partidos, outras universidades ou movimentos – lutas prontas para defender e pautas que atacar sem se preocupar em reservar um pouco de tempo para problematizar cada questão autonomamente. Não percebem que a disputa sem sentido imobiliza. Difícil encontrar CAs e coletivos que “fazem diferente”. Quando fazem, ainda é de forma limitada.

Falta ao movimento estudantil o que falta a muitos movimentos e organizações: Pensar grande. Digo pensar grande em dois aspectos: Primeiro, exagerar a percepção da sua importância como ator político e da sua capacidade de promover mudanças. Segundo, procurar ter uma perspectiva geral da sociedade, com todos seus problemas e contradições, e as conseqüências das posições tomadas sob diferentes aspectos.

O Brasil & Desenvolvimento (B&D) orgulhosamente assume esses dois aspectos do pensar grande. É um grupo político verdadeiramente megalomaníaco. Acredita que pode pautar e lutar para obter mudanças concretas na sociedade. Mudanças que só vêm do fruto de um trabalho árduo, de estudos e planejamento.

O B&D pensa no âmbito do país, pois acredita na necessidade de mudar suas instituições radicalmente para que sirvam aos interesses da sociedade de forma justa. Entende a importância da disputa existente entre os diversos atores da sociedade para possibilitar uma verdadeira mudança na organização social. Entende ainda as complicações das relações internacionais que influenciam e/ou limitam as mudanças dentro do país, logo, entende que, apesar de ter o foco no país, levar a mudança para outros povos é essencial para consolidar verdadeiras mudanças em cada país.

Quando fui convidado a entrar no B&D o que me instigou a aceitar foi a possibilidade que me ofereciam de me inserir em um debate grande! Que não se limita às salas da universidade, mas que envolve tanto o chão da fábrica, como o gabinete do parlamentar que formula as políticas publicas e mudanças insitucionais, tanto a terra que se planta, como as organizações que lutam pelos direitos sociais essenciais e os partidos políticos como intermediadores dessa batalha.

Quero pensar grande para fazer bom uso da minha inquietação no sentido da transformação profunda que o B&D pretende planejar e lutar para que se coloque em prática. O grupo Brasil & Desenvolvimento se mostrou um espaço privilegiado para pessoas que percebem a necessidade de mudar esse nosso mundo. Aqui não dizemos que algo é impossível. Nos perguntamos como fazer e partimos para a disputa, com o fim de se colocar em prática!

A batalha não é fácil e não temos ilusões de que a mudança virá sem esforços. Viramos noites para colocar em prática nossos projetos e vamos crescer ainda mais em nossas ambições, assim vamos chegar cada vez mais próximo do nosso objetivo. Esse objetivo é fazer uma revolução profunda em nossa sociedade, subvertendo a lógica de poder. Esse objetivo só será alcançado com muito planejamento e muita luta!

P.S.: Pretendo estar neste blogue todas as sextas feiras a partir de hoje compartilhando um pouco das minhas inquietações e pensamentos.

Anúncios

9 respostas em “Sobre a importância de se pensar grande.

    • Sinto muito, André, mas pensar como você não é pensar grande. Pelo contrário. Pensar grande envolve identificar os problemas da sociedade, criados por um sistema contraditório, que na teoria da liberdade para todos, mas limita as condições de vida da maior parte da população. É um sistema desumano. Identificar isso e lutar por uma revolução que subverta esses valores é pensar grande. Não acredito que a Aliança pela Liberdade defenda qualquer coisa do tipo, me corrija se estiver errado.

  1. Pingback: Twitter Trackbacks for Sobre a importância de se pensar grande. « Brasil e Desenvolvimento [brasiledesenvolvimento.wordpress.com] on Topsy.com

  2. Gabriel,

    Fiquei bastante feliz com a sua entrada no grupo, e com os sentimentos que você traz! Acho que podemos dizer tratarem-se de dois verdadeiros princípios do B&D: pensar grande e agir com ousadia. Na minha experiência de movimento estudantil, sempre me debati contra a ideia de que um CA ou DCE não tem de pensar grande, pensar o país, porque ele seria impotente ou porque assim perderia o foco das ações locais…
    A politização, a busca das raízes sociais e políticas mais profundas dos problemas, é necessária porque sozinho um CA não muda o país, mas tem de buscar atuar com outros grupos para mudá-lo; e também porque a ação local se enriquece quando é vista também como parte de um programa mais amplo. Vive-se falando em democracia participativa… Ora, somos NÓS que a construímos! Se entidades sociais (como as do movimento estudantil) nao cumprirem seu papel de pautar os grandes debates e agir com relação a eles, quem o fará? (Ainda mais ante a falta de rumo dos partidos…).

    O fato é que o B&D sozinho, ou um CA sozinho, ou o DCE, ou um sindicato ou movimento social qualquer dificilmente poderão ser capazes de gerar grandes mudanças sociais agindo isoladamente. Mas se cada um desses acreditar que pode, que tem seu papel a desempenhar, que deve agir procurando coordenar-se com outros coletivos e indivíduos, aí eles poderão, sim, ser atores de mudanças profundas. Yes, WE can! Uma das missões fundamentais do grupo é difundir essa crença e essa atitude!

    Abraço

  3. Gabriel,
    É lindo este espírito de inquietação para com a injustiça social, para com a histórica política de exploração instalada na sociedade.
    É preciso mesmo que se estabeleça uma nova utopia, instigante, esperançosa da mudança, plena de capacidade de análise e de bom senso…
    É o que pode manter viva a esperança de um futuro melhor.
    Desejo-lhe muito sucesso nesta sua luta, que se desenha desafiadora. E persistência, pois esta luta deverá ser ferrenha e muito trabalhosa.
    Sucesso!

  4. Gabriel, fico feliz por ver você trilhando novos caminhos, buscando o novo de uma forma realmente diferente e centrada. Pensar grande para muitos pode ser pensar para TER e na minha opinão é esse um dos motivos que essas pessoas são tão pequenas.
    A vida só tem graça se temos esperança e desejo de um dia melhor, mais justo. Buscá-lo não é tarefa fácil, por isso deixo aqui os meus parabéns a você que poderia estar simplesmente sendo mais um estudante. Mas não, você está construindo e fazendo sua história em prol de um mundo melhor. PENSAR GRANDE,SER GRANDE para um bem comum levando todos a uma reflexão, acerda de um todo. Não somente
    o pensar em torno de si, mas projetando,comparando, entendendo, discutindo e refletindo os porques, sem aceitá-los simplismente .Tenho para mim que todos deveriam continuar na faze infantil dos porques!.
    Siga em frente e não desanime nunca. O próprio desânimo nos leva a pensar PEQUENO.
    Seja sobretudo feliz!
    Abraços,

  5. Um salve aos megalomaníacos. Espero, serem muitos. “The higher you climb further you can see” Acompanharei, de perto, as brilhantes ponderações.

    Que caminhemos para frente, fazendo das pedras mais um degrau!

  6. Pingback: Politizar demandas corporativas: o êxito do movimento estudantil chileno* | Brasil e Desenvolvimento

  7. Pingback: Politizar demandas corporativas: o êxito do movimento estudantil chileno « Da Planície

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s