Marina Silva

Por Laila Maia Galvão

Na última semana, os jornais têm noticiado o convite feito pelo PV à Senadora Marina Silva para passar a integrar o Partido Verde e para concorrer à Presidência da República em 2010. A Senadora, muito procurada pela mídia nos últimos dias, afirmou que anunciará sua resposta em breve.

A notícia mais recente  faz referência à carta divulgada pela bancada do PT no Senado em 11 de agosto pedindo à Senadora Marina Silva que permaneça no Partido: A nota faz referência à trajetória de “inquebrantável” de Marina e do PT, já que “ambos surgiram muito pequenos e humildes e tiveram que enfrentar obstáculos quase intransponíveis para se tornarem o que são hoje”.

O PV, por sua vez, busca aproveitar a oportunidade para discutir a refundação programática do partido. No site, há uma campanha Vem, Marina. No blog, há posts consecutivos sobre Marina.

Cabe ressaltar a grande repercussão que teve a palestra de Marina Silva no 10º Congresso Nacional da CUT, realizado nesse início de agosto com o intuito de debater Desenvolvimento com trabalho, renda e direitos. Na primeira conferência do evento, que contou com a Senadora e com a professora Tânia Bacelar, Marina Silva foi aplaudida de pé pelo auditório. O tema era: Desenvolvimento, soberania e democracia – perspectivas para a sustentabilidade”. Marina apontou alguns aspectos que precisam ser observados ao se buscar o desenvolvimento sustentável: sustentabilidade cultural, social, estética, política e ética. Ressaltou que todas as dimensões têm de ser compatibilizadas para o “desenvolvimento com preservação e a preservação com desenvolvimento”. Seguem alguns trechos de sua palestra:  

“Todas as dimensões têm de ser compatibilizadas para o desenvolvimento com preservação e a preservação com desenvolvimento”;

“É preciso uma mudança estrutural: a economia terá de integrar a preservação e o desenvolvimento na mesma equação”;

“Um modelo econômico, para ser sustentável, deve produzir sem comprometer os ecossistemas; produzir para atender com equidade a população; respeitar a diferenças regionais e culturais; e unir o conhecimento científico com o saber narrativo das populações”.

A Senadora diz avaliar, em primeiro lugar, se deixa o partido dos trabalhadores, para depois passar à análise de sua filiação ao PV e de sua candidatura à Presidência da República. Enquanto isso, o PV e o PT buscam influenciar, em certa medida, a decisão da Senadora. Sem entrar em detalhes a respeito da disputa, é possível observar que o debate gerado em torno dos temas abordados por Marina Silva é positivo.

Passa-se a discutir, de forma mais ampla, o modelo de desenvolvimento adotado pelo país. A articulação entre crescimento econômico e preservação ambiental passa encarada de frente. A crise civilizatória, abordada por Marina em seu discurso no Concut e em outras oportunidades, se torna tema de reflexão em uma atual conjuntura em que há uma proliferação de notícias vazias que muitas vezes parecem desviar o foco e impedir uma discussão mais profunda a respeito dos problemas que enfrentamos. O modelo de desenvolvimento tem se tornado uma questão secundária quando deveria estar sempre na pauta das discussões políticas. É interessante, portanto, observar que a atual movimentação referente à possível candidatura de Marina Silva para a Presidência tem incentivado o debate público das questões que normalmente são trazidas pela Senadora.

Anúncios

4 respostas em “Marina Silva

  1. Seria fantástico se ela se candidatasse.
    Ja imaginaram dois “grandes portadores de utopias”, Marina e Cristóvam, entrando pra pautar o debate nas eleições?! Educação e Meio Ambiente…dois temas preteridos, dois temas centrais para o desenvolvimento do país!

  2. É, não sei se seria tão fantástico não. Depende de como esses temas seriam debatidos e o papel da mídia no caso seria importantíssimo. Até porque, a candidatura dela pode servir de desculpa para ofuscarem o projeto (que projeto?) da Dilma e do Serra, que são os prováveis candidatos ao segundo turno. Se o debate realmente acontecer, seria ótimo. Como grupo político que somos, é claro que é legal ver a abertura de uma pauta tão importante quanto a do meio ambiente, mas também precisamos estar atentos para o jogo sujo de politicagem que está por trás das candidaturas. Nem sempre o suposto espaço aberto é, de fato, um espaço aberto ao debate.

  3. A grande contribuição que Marina Silva deve dar, estará na sua campanha. Por mais que não vença a disputa eleitoral (e certamente não irá vencer), ela trará em sua campanha assuntos que serão discutidos na esfera nacional e repensados. Seria uma contribuição inegável uma candidata promover discussão sobre desenvolvimento sustentável no horário político eleitoral. Mostraria aos brasileiros a importância desse assunto.
    No meu blog abordo um pouco dessas questões no post “Marina Silva, uma terceira via viável?”

    Thiago Amorim Caminada

  4. Não entendo esse fetiche todo pela Marina. Na minha opinião, não foi uma boa ministra, embora seja muito hábil em tocar num assunto que é praticamente ignorado pelos outros políticos do país. Ainda assim, acho que ela é uma boa ponta de lança, uma boa parlamentar, mas que não tem propostas efetivas, não sabe dialogar nem entrar em acordo com quem diverge dela.
    Os sistemas de licenciamento ambiental no Brasil são uma bagunça. Ninguém sabe de quem é a competência ou os critérios para aprovação de projetos. Tudo é feito de forma fechada dentro dos órgãos do MMA e sem muito accountability. Nos anos de ministério, pouco mudou em relação a isso. Acho que o Minc evoluiu mais a política ambiental brasileira em 1 ano de ministério que a Marina. Se é pra ficar com um político de uma nota só, fico com o Cristovam, pois a melhoria da educação é base, inclusive para a solução de problemas ambientais.
    Embora a sua presença na campanha possa servir para um maior debate público sobre meio ambiente, acho que ela serve melhor ao país como parlamentar. Até pq deixar o discurso parlamentar sobre meio ambiente só na mão da ruralista Kátia Abreu seria um desastre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s