Olimpíadas e Desenvolvimento

 

Em um dos encontros do grupo, chegamos a conversar sobre a falta de planejamento da Organização dos Jogos Pan-Americanos de 2007, realizados na cidade do Rio de Janeiro. Na verdade, poucas horas antes havia sido divulgado o resultado das cidades brasileiras escolhidas para sediar os jogos da Copa de 2014 e um assunto levou ao outro. Dividimos nossa preocupação em relação aos perigos de cometermos em 2014 os mesmos erros de 2007.   

No Pan foram gastos 3,7 bilhões de reais. Algumas das estruturas construídas para o Pan, tais como o Parque Aquático Maria Lenk, o Velódromo, a Arena Multiuso e a pista de atletismo do Engenhão são carinhosamente chamadas de “gigantes adormecidos”. Ao que parece, apenas o Complexo Esportivo de Deodoro se mantém em plena atividade.  

É um absurdo gastar bilhões na preparação desse evento e não termos assegurado o retorno desse investimento para a população carioca! Estádios e ginásios de última geração que, por falta de cuidado, estão se deteriorando a olhos vistos. Assim, fica evidente a falta de planejamento da Organização, que não se preocupou em criar uma estrutura que contribuísse efetivamente para o desenvolvimento pós-Pan da cidade do Rio de Janeiro.  

Aproveito a oportunidade para trazer o exemplo dos Jogos Olímpicos. Os próximos Jogos, em 2012, serão realizados em Londres. Eles pretendem gastar a metade do que foi gasto nos Jogos de Beijing e essa iniciativa recebeu total apoio do Comitê Olímpico Internacional, que tem buscado promover Jogos mais sustentáveis e que causem menos impacto ao meio ambiente.  

O grande projeto do London 2012 é a construção do Parque Olímpico, que será transformado em um dos maiores parques urbanos da Europa. O Parque será construído no Lower Lea Valley, região londrina com uma das maiores taxas de desemprego e pobreza de todo Reino Unido. O objetivo é desenvolver a região, melhorar a infra-estrutura habitacional e criar um ambiente mais agradável para seus moradores. 

Dessa forma, a lógica do desenvolvimento sustentável está presente na logística da organização dos Jogos de Londres de 2012. Segundo os organizadores, plans are being developed with the future in mind. The 2012 Games will transform the Lower Lea Valley and provide a lasting, sustainable legacy across the UK. As well as the physical legacy that the Games will leave behind, we aim to use the Games to educate and inspire people about sustainability.

O planejamento dos Jogos de Londres, tendo como referência os ideais do desenvolvimento sustentável, tem cinco frentes principais, descritas abaixo. Cabe ressaltar que tal planejamento não engloba somente o período em que serão realizados os Jogos (apenas 16 dias), mas também o período Pós-Olimpíadas, no que diz respeito à utilização da estrutura construída.

 

1) Mudança climática

Para diminuir a emissão de gases poluentes: – estimular os espectadores e os trabalhadores a se direcionarem aos jogos por meio de transportes públicos, a pé ou de bicicleta; – estimular trem ao invés de transporte aéreo; – garantir que 20% da eletricidade do Parque Olímpico seja suprida por fontes locais de energia renovável. Como legado, o planejamento prevê o acesso da comunidade ao redor do Parque Olímpico a fontes renováveis de energia quando disponíveis, sendo pelo menos 20% da energia da região proveniente de tais fontes limpas. Além disso, serão criadas novas rotas de transporte público na região, além de serem construídas ciclovias e calçadas para que a comunidade local não seja tão dependente dos carros.

 2) Lixo  

Evitar a produção de lixo e, quando não for possível, buscar a reutilização ou reciclagem: – usar lixo como fonte de energia; – assegurar que as estruturas temporárias sejam confeccionadas de tal forma que elas possam ser reutilizadas depois dos Jogos em outros eventos; – usar materiais recicláveis; – como prioridade, emprestar equipamento ao invés de fabricar novos (ex: assentos temporários). O plano prevê campanhas durante os Jogos que incentivem as pessoas a reduzir a produção de lixo e a reciclar. Assim, é esperado que esse programa ajude as pessoas a mudarem de hábito, estimulando a realização de outros eventos mais sustentáveis no futuro.

 3) Biodiversidade 

salvaguardar o habitat nos parques do evento; – implementar a estratégia de preservação da biodiversidade e outros projetos especiais já  desenvolvidos pelo governo; – assegurar que informações sobre biodiversidade façam parte do One Planet Education Programme. As plantas utilizadas no Parque Olímpico serão todas nativas da região Sudeste da Inglaterra. O Parque fará com que a região seja mais arborizada e tenha mais sombra.

   
4) Inclusão  

Trabalhando nos Jogos, sendo um espectador ou aproveitando o evento, a Organização quer garantir que todos tenham acesso aos Jogos e que o evento tenha um impacto positivo na vida dessas pessoas. – assegurar que os ingressos e o transporte sejam de fácil acesso; – criar programas para celebrar a cultura e a diversidade; -encorajar posturas comprometidas com o meio ambiente e com o social por parte dos apoiadores, dos patrocinadores e de toda a cadeia envolvida com o evento; – oferecer os mesmos serviços para os atletas dos Jogos Paraolímpicos (que serão realizados concomitantemente aos Jogos Olímpicos); – usar novas mídias para atender a maiores audiências; – garantir fácil acesso ao site do evento. Assim, o plano busca reintegrar as comunidades do Lower Lea Valley, criar estrutura habitacional e empregos para a comunidade local e criar coesão social, econômica e ambiental em uma das partes menos desenvolvidas de toda a Inglaterra.  

    
5) Qualidade de vida 

Os organizadores querem que os Jogos sirvam de inspiração para que as pessoas adotem estilos de vida mais sustentáveis e saudáveis. – promover comidas “seguras e sustentáveis” durante os Jogos. Buscar promover o uso da produção orgânica local; – encorajar as pessoas a andarem a pé e de bicicleta; – estimular as pessoas a serem menos sedentárias e a praticarem esportes. O Parque Olímpico servirá  como incentivo para que as pessoas tenham hábitos mais saudáveis. Ademais, a estrutura dos Jogos será convertida em espaços que irão servir aos interesses da comunidade, sendo transformados em centros esportivos e recreativos para a população local bem como em hospitais e escolas. O programa de incentivo aos esportes continuará sendo desenvolvido mesmo depois de 2012.

Mais informações sobre o projeto changing places, sobre o london 2012 e climate changing e sobre as próximas olimpíadas, acessar o site do evento: http://www.london2012.com/  

Tais itens do planejamento dos Jogos têm direta relação com o Plano Estratégico do Reino Unido de Desenvolvimento Sustentável, elaborado no ano de 2005. Nesse projeto, o governo britânico elencou guiding principles para se atingir um desenvolvimento mais equilibrado e sustentável, em que as pessoas ao redor do mundo satisfaçam suas necessidades básicas e tenham melhor qualidade de vida sem comprometer o bem-estar das futuras gerações.

Os princípios envolvem: 1) viver dentro dos limites impostos pelo meio ambiente (respeitar a biodiversidade e os limites do planeta); 2) assegurar uma sociedade forte, saudável e justa (promover igualdade de oportunidades, coesão social, bem-estar das pessoas e respeito à diversidade); 3) alcançar uma economia sustentável (construir uma economia forte e estável que dê oportunidade a todos e que o uso inteligente dos recursos seja incentivado); 4) buscar uma ciência responsável (ensuring policy is developed and implemented on the basis of strong scientific evidence, whilst taking into account scientific uncertainty -through the precautionary principle- as well as public attitudes and values); 5) promover a boa-governança (promover sistemas efetivos de participação em todos os níveis sociais, se utilizando da criatividade, diversidade e energia das pessoas). As áreas que figuram como prioridades de atuação são: produção e consumo sustentáveis, mudança climática e fontes de energia, proteção dos recursos naturais e do meio ambiente, e construção de comunidades sustentáveis (atuação local).  

Fica claro, então, que os objetivos a serem atingidos pelos Jogos Olímpicos de Londres estão intimamente conectados ao Planejamento de Desenvolvimento Sustentável do governo britânico.  

Quero deixar bem claro que não defendo a cópia do modelo britânico. É preciso rechaçar quaisquer tipos de modelos pré-fabricados e importados. É evidente que nossos desafios são bastante distintos. Um exemplo meio esdrúxulo: uma das prioridades da Inglaterra é combater a obesidade de sua população e, para isso, se utiliza da divulgação dos Jogos Olímpicos para tentar promover hábitos mais saudáveis e menos sedentários entre seus cidadãos. Naturalmente, a questão da obesidade não está entre as prioridades de nosso país. 

No entanto, gosto da ideia de aliar a promoção desses grandes eventos esportivos ao projeto de desenvolvimento do país. Por meio da organização do Pan, das Olimpíadas, da Copa etc o país pode mostrar para o resto mundo qual é a sua concepção de desenvolvimento. Trata-se de uma oportunidade única de colocar em prática objetivos mais abrangentes e ambiciosos do que a simples realização de um evento esportivo de sucesso.  

O Brasil será a sede da Copa do Mundo de 2014. O Rio de Janeiro é uma das cidades candidatas a sediar os Jogos Olímpicos de 2016… o resultado da batalha entre Rio, Tóquio, Chicago e Madrid será revelado em 2 de outubro desse ano. Precisamos ter em mente que o investimento nesses eventos deve ser inteligente. A estrutura deve ser planejada não somente para a Copa, ou para as Olimpíadas, mas para a população que vive nessas cidades e que poderá usufruir desses espaços nos anos subsequentes. O dinheiro investido deve ser revertido em benefícios aos brasileiros.  

Sei que vivemos na sociedade do espetáculo, porém, mais importante do que um estádio imponente ou uma belíssima abertura de jogos olímpicos, é a contribuição que eventos como uma Copa do Mundo ou as Olimpíadas podem trazer para o desenvolvimento do país.  
 
 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s